08 janeiro 2014

BONITA MESMO QUANDO FALO | "Há" ou "À"??

Bem, estive com dúvidas se abria ou não este post no blogue. Não sou nenhuma expert, é verdade, em questões de sintaxe e linguística, mas irrita-me profundamente quando leio determinado post ou ouço certos vídeos que estão cheios de erros. Agora que o faço com muita mais frequência, reparo que apesar da qualidade da escrita, há pontapés na língua que não são bonitos, nem de se ler, nem de se ouvir. 

Pretendo, pois, com este Bonita mesmo quando falo, alertar para algumas falhas mais comuns que, ultrapassadas, poderão dar um toque de brilho ao vosso blogue. São pequeninas coisas que podemos sempre melhorar porque todos cometemos erros e o mais importante é que consigamos aprender com eles. Por isso, não "vamos estragar a pintura" :), vamos ser bonitas em tudo!

Ora e não podia começar sem o tão famoso "" ou "À".
E de uma forma muito simples, passo a explicar:

- "À" é a contracção da preposição "a" com o artigo definido feminino singular "a" (a+a=à)
ex.: Eu vou à escola.

E como sabemos se utilizamos esse "à" ou o "há"? Fácil. Temos três pequenos testes:
1. Substituir "à" por outra de género (masculino ou feminino) ou número (singular ou plural) diferentes e, se o conseguirmos fazer, trata-se de uma contracção e não de uma forma do verbo haver (há). 
ex.: Eu vou ao (a+o) cinema / Eu vou aos (a+os) saldos / Eu vou às (a+as) danças de salão.

2. Substituir o "à" por "a uma".
ex.: Eu vou à escola > Eu vou a uma escola.

3. A contracção "à" antecede sempre uma palavra no feminino singular.


- "HÁ" é uma forma do verbo haver, terceira pessoa singular, no presente do indicativo. Significa, como todos sabemos, existir. 
ex.: Há uma mesa na sala. / Há animais no zoo. 

Testes de verificação?
1. Substituir a forma "há" por outra do mesmo verbo mas com tempo diferente.
ex.: Ontem havia uma mesa na sala. / Amanhã, haverá uma mesa na sala. 

E, muito importante, uma regra para nunca mais esquecer: quando se tratam de expressões de tempo, utilizamos sempre o verbo haver.
ex.: Há muito tempo / Há dois dias / Há algum tempo. 



E (já agora) quando o verbo adquire o significado de existir, nunca tem plural.
ex.: Houve um dia... / Houve dias; Há uma pessoa... / Há pessoas; Havia uma música / Havia músicas. 


              Que tal, ajudou??
mary

Sem comentários:

Enviar um comentário